The following day

26/06/2006 § 2 Comentários

Você vai mencionar Vinicius e vai recitar Drummond, ainda que seja o único Drummond que eu sei quase de cor. E vai se referir ao Nabokov, arrancar dele uma frase para um texto seu. E vai demonstrar que é de verdade, e que apesar da distância no tempo e no espaço, temos gostos parecidos, quase iguais, até. E, depois que eu adormecer no seu colo, você vai dizer que agora não pára de pensar em mim. E, mesmo dormindo, como um anjo, eu vou escutar.

E, quando eu acordar, no dia seguinte,
vou estranhamente sentir saudade sua.

Anúncios

§ 2 Respostas para The following day

  • Lili disse:

    Nossa gabo, lindo esse post…”estranhamente sentir tua falta”…até doeu quando li…falta sempre dói, estranha ou não!Beijos e boa semana!

  • Day disse:

    “E é só você que tem a cura pro meu vício de insistir nessa saudade que eu sinto de tudo o que eu ainda não vi…”Não lamente, meu querido!Saudade só é ruim quando não se pode ter mais…Boa noite!=)***

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento The following day no Ato ou Efeito.

Meta

%d blogueiros gostam disto: