Porque não sou um compositor popular

17/09/2011 § 1 comentário

Zeca Baleiro (ou Zé Cabalero, como brincou a Ana Néca, que inspira tardes) com “Tem que acontecer”. Olha o poder dessa letra:

Tudo o que se ganha nessa vida é pra perder, tem que acontecer, tem que ser assim // Eu daria tudo pra não ver você cansada, pra não ver você calada, pra não ver você chateada, cara de desesperada, mas não posso fazer nada, não sou Deus, nem sou Senhor…

Anúncios

Marcado:,

§ Uma Resposta para Porque não sou um compositor popular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Porque não sou um compositor popular no Ato ou Efeito.

Meta

%d blogueiros gostam disto: