Você me pede um texto

04/05/2013 § 1 comentário

Você me pede um texto e tudo que eu consigo escrever é um punhado de palavras que pesco de um grande balão imaginário, no escuro, deitado ao seu lado, mirando o teto invisível e de braços cruzados. Serão palavras sem muito sentido, sem muita ordem, tentando formar frases quaisquer. Você me pede um texto e eu tento fazer algum sentido. Tento dizer algo que não sei bem, explicar o que é que me mantém acordado e o que me faz feliz. A dor não sai em palavras e a alegria não se mede em número de caracteres. Felicidade não existe, é formada de inúmeros pequenos momentos, quando há. Escrever não diminui o que sinto e não me ajuda a entender. Você me pede um texto. Eu me levanto do conforto e do calor que é deitar ao seu lado só para escrever. E escrevo, escrevo, mas não consigo dizer nada. Continuo te devendo um texto.

Anúncios

Marcado:,

§ Uma Resposta para Você me pede um texto

  • Afarsek disse:

    Adoro cada toque seu. Ainda que ele não faça sentido, ainda que ele não forme um texto que descreva a felicidade ou ainda que sejam simplesmente seus dedos se entrelaçando com os meus…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Você me pede um texto no Ato ou Efeito.

Meta

%d blogueiros gostam disto: