Uma flor que desabrocha

15/05/2013 § Deixe um comentário

Flor que desabrocha

Uma flor, quando aparece, se aparece (nem todas aparecem), é pequena, frágil, indefesa. Precisa de água, precisa de luz, precisa de cuidados constantes. Não cresce nem resiste sem ajuda e sem o suporte da solidez da terra, mais velha, mais sofrida, mais resistente. A terra é a base da flor, seu alimento, sua orientação.

Uma flor, quando cresce e desabrocha, se desabrocha (a maioria não desabrocha), é uma imensa revelação. É um festival de cores, de cheiros, uma explosão incontrolável de sensualidade. Um botão roseado e inocente, adormecido e com aspecto sonolento, aparece e encanta, rouba olhares, desponta na multidão.

Deixa de ser apenas uma flor, entre tantas outras.

Anúncios

Marcado:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Uma flor que desabrocha no Ato ou Efeito.

Meta

%d blogueiros gostam disto: