Porque um dia me disseram que as nuvens não eram de algodão

05/08/2013 § 1 comentário

Colaboração, com um lindo pensamento, da Katia Hochberg, que acabou de voltar de Israel, que tem o mais azul dos céus, e de uma visita amarga que eu também já fiz aos campos de concentração na Polônia:

“Eu olhava o céu azul e radiante de Israel no verão e pensava nessa música. Desde então, não sai da minha cabeça! E daí, comecei a pensar que esse trecho faz todo o sentido com a viagem que fiz. As nuvens não eram de algodão, naqueles lugares, você não podia imaginar, não podia sonhar… Pensar no que aconteceu em Auschwitz é como entender que as nuvens não são de algodão”.

É… Os vezes às vezes erram a direção…

Fique com “Somos quem podemos ser”, dos Engenheiros do Hawaii.

E a versão que a Katia mais gosta:

Anúncios

Marcado:, , , , , , , ,

§ Uma Resposta para Porque um dia me disseram que as nuvens não eram de algodão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Porque um dia me disseram que as nuvens não eram de algodão no Ato ou Efeito.

Meta

%d blogueiros gostam disto: